Relíquia de Dom Bosco

Para preparar a celebração dos 200 anos do nascimento de Dom Bosco, celebrado em 2015, a Congregação Salesiana organizou a peregrinação de uma urna-relíquia – réplica da que contém os restos mortais do santo na Brasília de Turim / Itália – por todo o mundo Salesiano. A partir de 2009, duas urnas contendo os ossos do osso rádio e da mão direita de Dom Bosco, visitou centenas de países e milhares de cidades levando aos jovens, aos educadores e a todas as pessoas o entusiasmo pelo carisma salesiano: educar e evangelizar a juventude. Em 2016, o Superior Geral da Congregação Salesiana doou uma dessas duas urnas ao Santuário Dom Bosco de Brasília. Em 2017, o Brasil terá a honra de receber a relíquia de Dom Bosco, que ficará permanentemente no Santuário dedicado ao santo da juventude, na capital federal.

Ao comunicar oficialmente a notícia ao pároco do Santuário, padre Augusto Bartoli, o inspetor da Inspetoria São João Bosco (ISJB), padre Orestes Carlinhos Fistarol, assim se expressou: “Somos profundamente gratos ao Reitor-mor e ao Conselho Geral por esta decisão. Estou ciente de que ela não significa um privilégio para a Inspetoria de São João Bosco, mas para o Brasil Salesiano, incluindo toda a Família Salesiana, que considera o Santuário de Brasília um ícone dos sonhos de nosso pai e mestre, que se tornaram realidade histórica na Capital Federal e em nossa Pátria. Hoje Brasília é também a sede das redes salesianas”.

O motivo da escolha foi a forte ligação de Dom Bosco com a Capital federal: o Santo profetizou a fundação de Brasília e, por isso, é seu segundo Patrono. Para o inspetor da ISJB, a relíquia é um sinal visível da vida de Dom Bosco, totalmente dedicada aos jovens, e sua presença no Brasil será uma oportunidade para propagar ainda mais a devoção e a imitação ao santo. “Oxalá no futuro os que tiverem contato com a urna no santuário de Brasília possam se sentir motivados, como Dom Bosco, a trabalhar ‘com os jovens e para os jovens’”, completa padre Orestes.